Filho de ex-deputado acusado de matar casal consegue prisão domiciliar em MT

  • 18/11/2023
(Foto: Reprodução)
Carlos Alberto Gomes Bezerra, de 57 anos, responde pela morte da ex-namorada Thays Machado, de 44 anos, e de Willian César Moreno, de 30 anos, atual namorado dela. Ele está preso desde janeiro, quando o crime ocorreu. Carlos Alberto Gomes Bezerra é suspeito de ter matado ex mulher e o atual dela Reprodução Carlos Alberto Gomes Bezerra, de 57 anos, filho do ex-deputado federal Carlos Bezerra (MDB), conseguiu na Justiça o direito à prisão domiciliar. A decisão é da Segunda Câmara Criminal do Tribunal de Justiça. Ele responde pelo feminicídio qualificado contra Thays Machado e homicídio qualificado contra Willian Cesar Moreno. O caso foi registrado em 18 de janeiro, em Cuiabá. A defesa do empresário alegou que ele tem problemas de saúde e, por isso, a necessidade do tratamento realizado em casa. Os advogados destacam ainda que o acusado estaria com a saúde mental debilitada. O desembargador José Zuquim Nogueira destacou, durante o voto, que não há como negar a gravidade dos crimes que Carlinhos cometeu. Entretanto, acredita que o réu não possui indícios que voltará a praticar outros crimes se estiver em prisão domiciliar. “Registro que não questiono a gravidade dos fatos a ele imputados, pois, não há como afastar a extrema magnitude dos crimes de feminicídio e homicídio qualificado praticados. Entretanto, a despeito da gravidade da conduta imputada ao paciente, após examinar o conjunto probatório reunido no presente feito, não verifiquei nesta quadra processual a presença de base empírica satisfatória a comprovar sua acentuada periculosidade, ou indícios de que, em liberdade, voltará a praticar outros atos delituosos”, consta na decisão. Carlos será monitorado e deverá ficar 24 horas por dia dentro de casa, salvo por autorização judicial. Além disso, ele terá que apresentar, a cada noventa dias, um relatório médico sobre a evolução do quadro clínico para a reavaliação da medida e, caso descumprida, ele pode ser conduzido novamente à penitenciária. Câmeras de segurança mostram casal momentos antes de serem assassinados em Cuiabá Reprodução O Ministério Público de Mato Grosso (MPMT) afirma que há provas mais do que robustas da materialidade do crime e indícios suficientes da autoria, além de outros requisitos autorizativos previstos no Código de Processo Penal. Thays e Willian foram assassinados no fim da tarde do dia 18 de janeiro, quando saíram de um prédio onde visitavam a mãe dela, no Bairro Alvorada, em Cuiabá. Carlos passou de carro e efetuou os disparos de arma de fogo. Os dois morreram na hora. Relembre o caso Thays Machado foi assassinada a tiros pelo ex companheiro Redes sociais Thays havia feito um boletim de ocorrência contra Carlos e, de acordo com a polícia, o crime ocorreu quando ela estava no prédio para devolver o carro que havia emprestado da mãe usado para buscar o namorado no aeroporto. Câmeras de segurança registraram as vítimas caminhando juntas momentos antes de serem assassinadas. De acordo com o delegado Marcel, o acusado premeditou o assassinato e agiu por ciúmes, sendo motivado pela "emoção de vê-la se relacionando com outro homem". Durante as investigações, familiares de Thays foram ouvidos e afirmaram que o suspeito era “extremamente ciumento e possessivo”. Ele e a vítima mantinham um relacionamento há alguns anos, entre idas e vindas. O término mais recente teria ocorrido há cerca de 45 dias. A polícia descobriu que Thays Machado era monitorada pelo ex-namorado por meio de uma ‘central de controle’, com informações detalhadas do dia a dia da vítima. Na casa do investigado, foram encontrados 71 prints de localizações dos lugares que a mulher frequentava. Carlos fazia o download no celular dele e, depois, imprimia a geolocalização. O investigado instalou os programas quando ainda se relacionava com a vítima. Os investigadores encontraram ainda um caderno onde tinha as anotações com datas e locais que os aparelhos foram instalados. Assim, ele poderia saber até quanto tempo de bateria duraria os aparelhos de monitoramento. Carlos Alberto Gomes Bezerra é suspeito de ter matado ex mulher e o atual dela. Reprodução Réu Carlos Alberto Gomes Bezerra foi indiciado pela Polícia Civil, no dia 27 de janeiro, por assassinar o casal a tiros em Cuiabá. Já no dia 30 do mesmo mês, ele foi denunciado pelo Ministério Público de Mato Grosso por feminicídio qualificado contra Thays Machado e homicídio qualificado contra Willian Cesar Moreno. Em fevereiro, a Justiça aceitou a denúncia e ele se tornou réu. Agora, aguarda julgamento.

FONTE: https://g1.globo.com/mt/mato-grosso/noticia/2023/11/18/julgamento-do-filho-de-ex-deputado-preso-pela-morte-de-casal-e-cancelado-em-mt.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Top 10

top1
1. MODÃO RAIZ • SÓ MODÃO RAIZ SERTANEJA • pra curtir no domingo...

top2
2. SÓ MODÃO SERTANEJO RAIZ - MODÃO DAS ANTIGAS - AS MELHORES | SERTANEJO RAIZ | MODA DE VIOLA

top3
3. MODÃO DE BUTECO • MODA CAIPIRA • SÓ MODÃO RAIZ SERTANEJA

top4
4. MODA DE VIOLA SÓ AS MELHORES E AS ANTIGONAS SERTANEJO MODAO

top5
5. Só Modão Top 🎸 Musica Só Modão Sertanejo 🎸 Modão Do Brasil Só As Top

top6
6. Só Modão antigo (as mais tocadas) as melhores sofrencias.

top7
7. MODÃO BAILAO SERTANEJO RAIZ SÓ AS MELHORES

top8
8. MODÃO RAIZ SERTANEJA - SÓ AS MELHORES DO SERTANEJO ANTIGO

top9
9. RAIZ SERTANEJA MODÃO ANOS 80, 90 E 2000 - SÓ AS MELHORES DO SERTANEJO ANTIGO

top10
10. MODAO DAS ANTIGAS SO AS MELHORES AS TOPS DO SERTANEJO RAIZ


Anunciantes